Cor do automóvel é fator decisivo para criminosos

stockvault-malay-quarter132030

A escolha da cor do veículo é importante pela parte estética e o gosto do motorista, mas não se resume a isso. Segundo estudos da Universidade de Tilburg, da Holanda, automóveis de cores mais discretas são os preferidos de criminosos, enquanto cores chamativas são evitadas pelos ladrões por dificultar a fuga pós-roubo.

Essa tendência que vem se consolidando aponta uma profissionalização na atividade dos criminosos. Os veículos roubados são vendidos ou mandados para desmanches, onde as peças são comercializadas separadamente. Há, no entanto, uma lei que pretende regulamentar a atividade das desmontadoras no Brasil para evitar casos de vendas de peças que financiam o crime.

Em Porto Alegre-RS são registrados em média 19 casos de roubos diariamente. O número de latrocínios (furto seguido de morte) também assusta: um caso a cada 15 dias. O assunto voltou a ser tema de debate quando o vice-governador do Estado do Rio Grande do Sul sofreu uma tentativa de roubo do seu carro, em fevereiro deste ano. A criminalidade influencia diretamente no preço do seguro veicular, tornando-o mais caro.