Comissão deve votar seguro para jogadores e técnicos de futebol

agencia_senado

Após o retorno do recesso parlamentar, entre 18 e 31 de julho, os deputados devem se reunir pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte para debater o projeto de lei do Senado 214/2010, que torna obrigatório o seguro de vida para jogadores e técnicos de futebol. A comissão de Educação é presidida pelo ex-jogador e senador Romário.

Entre os principais itens do projeto está a exigência de comprovantes da contratação de seguros como condição para a participação de atletas e técnicos em competições. Além disso, também deve ser debatido o projeto de criação do programa Bolsa de Permanência Universitária, de autoria do senador Paulo Paim.

A proposta que altera a Lei Pelé e exige a comprovação da contratação de seguros para jogadores e técnicos de futebol é defendida pelo senador Zezé Perella, ex-presidente do Cruzeiro. Segundo Perella, “já ocorreram diversos casos de atletas e técnicos vítimas de colapsos e problemas de saúde, ou sofreram”.

O caso mais famoso é o do técnico Ricardo Gomes, que, em 2011, teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC), durante uma partida do Campeonato Brasileiro, enquanto comandava a sua equipe. Gomes se recuperou do episódio, porém, não comandou nenhuma equipe desde então.

A Comissão iria se reunir no dia 15 de julho, no entanto, por falta de quórum a votação foi adiada para o retorno dos deputados após o recesso na casa.

Fonte: Senado