Prefeitura de Porto Alegre promete fechar desmanches ilegais

Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

A edição de domingo (21) de Zero Hora trouxe em sua capa a reportagem Desmandos e Desmanches. Na matéria, os jornalistas de ZH comprovam a existência de estabelecimentos que vendiam autopeças ilegais, sem credenciamento no Detran e com mercadorias de origem desconhecida. Com a revelação destes fatos, a Prefeitura de Porto Alegre promete tomar providências sobre esses estabelecimentos. Os cinco desmanches irregulares que atuam na Avenida Sertório, em terrenos de propriedade da Prefeitura, irão fechar.

Além da ausência de nota fiscal e alvará de funcionamento, a Secretaria Estadual de Segurança Pública descobriu que a Barão Imports, uma das que alugam área municipal a preço baixo, fazia estoque de equipamentos de carros roubados. Do estabelecimento, foram recolhidas 33,8 toneladas de peças sem procedência. O prefeito José Fortunati também prometeu que o município “irá revogar todas as permissões de uso dos imóveis que estejam sendo utilizados por lojas de revendas de autopeças irregulares”.

Recentemente a Lei Federal do Desmonte foi sancionada pelo Governador do Estado, José Ivo Sartori. A aprovação da legislação torna o seguro automóvel mais barato, além de criar um controle maior sobre a atividade e a diminuição da criminalidade, visto que os desmanches ilegais são abastecidos com peças e equipamentos provenientes de assaltos e roubos.

Fonte: Seguro Gaúcho